bio

Sou jornalista de televisão. A prática diária de reportar um fato com a imagem me treinou na abordagem das pessoas e a habilidade na concisão. Com uma câmera, um microfone e pouco tempo para contar uma história, o ditado "menos é mais" fez todo sentido na vida de jornalista. Este repertório vem comigo para a fotografia, na narrativa com imagens estáticas. Um super desafio para quem sempre trabalhou com a imagem em movimento. É daí que nasce este site, meio blog, meio galeria de fotos, com as histórias, sempre as histórias, de pessoas e lugares que cliquei.

+bio 

. ensaio "De Olhos Abertos, sem deixar de lado o retrovisor" finalista do Flamob - Festival Latino Americano de Mobgraphia - finalista e exposição no MIS - Museu da Imagem e do Som/SP (2017)

. aluna do workshop 70 Anos Magnum em Tóquio com o fotógrafo Moises Saman (2017)

. autora da oficina  "A intimidade e o retrato" no Centro Cultural do Grajaú/SP (2016)

.  6 imagens do Maracatu Rural para exposição Origens do Festival Pangeia, no Centro Cultural do Grajaú (2016)

. exposição no Museu da Diversidade Sexual de São Paulo, com uma imagem selecionada pelo Projeto Genders Brasil.(junho/2016)

. publicação de várias mobtrips com fotografias de celular para o mObgraphia com destinos de lugares abandonados no sul da Alemanha, Leste Europeu e sul da Argentina. (2016)

. publicação do ensaio "Insustentável Leveza" na revista BWinColors (Brasil/2016)

. exposição do retrato de um ex-combatente da Segunda Guerra Mundial numa praça em Kiev para a exposição organizada pelo Pernambuco Foto Clube na Livraria Cultura de Recife, em tributo ao fotógrafo Sebastião Salgado ( agosto/2016)

. "Dança da Memória" - imagem selecionada para o festival de fotografia de Tiradentes - MG para o tema Ritos e Rituais. (2016)

. ensaio #gotham_by_bivasc publicado no primeiro número da Loosemag, revista de fotos de celular. (2016)

. 30 imagens selecionadas pelo curador e designer de interior Marcelo Sampaio Ramos para exposição individual no restaurante Nou – SP. (2015)

. ensaio “Limites da Solidão” selecionado pela convocatória Emoção da Rua da mObgraphia - Museu da Imagem e do Som – MIS /SP (2015)

. seleção de uma imagem com o tema Liberdade para a exposição do Pernambuco Foto Clube na Aliança Francesa de Recife – pe. (2015)

. 12 imagens no site da Galeria Porão.

+sobre fotografia

. minha luz é a do nordeste, onde nasci. e está impregnada das altas  temperaturas do Recife. 

. é possível que o brilho do mar perto do meio dia ou as nuvens carregadas da chuva que não virá, norteiem minha busca por texturas viscerais.

. adoro fotografar em dia ensolarado porque sei que vou brincar com os recortes da "luz de janela" e contrates.

.  amo dia acinzentado me desafiando a extrair a densidade de uma iluminação monocromática. 

. um bom dia é quando as histórias chegam pelo retrato de pessoas ou de lugares, com ou sem a luz do sol.